quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Nada compreendo, Senhor!

Não sou perfeita, não sou livre, não estou feliz ou satisfeita, mas sou grata por tudo que o Senhor tem feito, por todos os livramentos, por saber tocar meu coração que o mundo tanto endureceu.
Senhor, não sou a menina que procura se vingar quando é insultada, nem a garota que endurece o coração quando é traída, menos ainda a mulher que erra e não se arrepende.
Senhor, não sei quem sou, não sei para onde ir, e preciso do seu amor, preciso da sua proteção e que suas promessas se cumpram na minha vida. Tem sido tão difícil, não tanto quanto para um enfermo, nem para aqueles que sentem fome ou solidão, mas tem sido duro, e pai, estou desanimada, me sinto vazia, me sinto impotente e sem saber o que fazer.
Senhor, as pessoas têm me abandonado, têm me esquecido, e todas as minhas histórias são construídas por arrependimentos, nada que se cumpriu me fez ser plena. E eu tenho chorado tanto, e também sei que tenho sido mimada,preguiçosa, presunçosa, tenho fugido e arrumado desculpas, mas Senhor, nem ao menos sei do que estou fugindo. Senhor...não quero ser a filha que o senhor se recusará a reconhecer no grande dia, também são quero estar em um altar ou ser grande, seu amor me basta, sua graça me basta, sua presença me basta.
Deus, tenho pensado em desistir, abandonar essa vida, abandonar as pessoas que o Senhor tão generosamente colocou na minha vida. Senhor, como posso ser útil a elas ? Senhor, como posso ser melhor? Por onde ir?
Que minha fraqueza não seja maior que a minha fé, que meu coração não se compadeça do pecado, que minha alma seja pura, que meus pensamentos não sejam mesquinhos, que eu saiba amar ao próximo. Senhor, que nenhum sofrimento seja maior do que o seu amor por mim.
Senhor, tenho me sentido tão só. Tão, tão, tão só.

Faz-me melhor e esteja comigo, Senhor Jesus!