terça-feira, 21 de outubro de 2014

Ande e não pare, esse caminho certamente a levará a algum lugar. Se sentir medo ore, se sentir tristeza chore, se são os obstáculos que te impedem de passar, dê a volta, faça um atalho, mas não pare de andar.
Dias cinzas e sem graça virão, mas também haverão dias coloridos, de sorrisos, de amores correspondidos, de curas, milagres e sonhos, portanto, continue, não pare de caminhar.
Algumas janelas mostrarão belas paisagens, nem todas tocarão seu coração, mas não desvie seus olhos diante do desânimo, aprecie cada janela, aprecie cada paisagem, aprecie viver.
São tantas as dores, são tantos os impedimentos, são tantas as pessoas que lhe dirão para parar, mas não pare. Se agarre ao que você acha certo, se agarre aos seus pingos de esperança, explore a sua fé, confia neste Deus que nem todos podem ver.
Não se trata dos outros, e sim de você e da sua fé, do seu Deus, da sua força, do seu foco, da segurança de que Ele lhe dará dias melhores. Não se trata dos outros, os outros não podem construir a sua história, os outros não andarão por você, muitas vezes não verão seu suor e menos ainda suas lágrimas, "o inferno são os outros".
Adiante, que mal algum é maior que o nosso Deus, e desânimo nenhum é maior que a nossa vontade de alcançar nosso lugar ao sol. Adiante! Podemos chegar a algum lugar, podemos ir mais longe, não acaba aqui, não acabará amanhã. Acaba quando decidirmos que acabou ou quando Deus disser "Foi o bastante, filho".
Senhor, não compreendo seus caminhos, mas darei cada passo adiante, porque sei que és comigo!