quarta-feira, 23 de abril de 2014

Posso morrer agora ? E agora ? Talvez agora, então ?

Absolutamente inútil... Não sei o que fazer com a minha vida.

Cansada de correr em círculos, para os outros parece ser tão fácil, para mim, sempre é mais complicado.

Essa é a falta que um pai faz ? 

De certa forma... mas não o culpo, de forma alguma. Deus sabe o que faz. 

Só estou totalmente cansada, desmotivada, sem rumo nem esperanças.

E eu não quero ser carregada por ninguém. 



Eu gostaria de sumir... não mais com a minha mochila.